Coton de Tulear

  • RESUMO HISTÓRICO 

 

Introduzido na França em 1970, este cão recém-chegado de Madagascar, rapidamente, adquiriu uma posição de primeira ordem entre os cães de companhia desse país. Atualmente ele é disseminado no mundo inteiro.

País de Origem: França.

APARÊNCIA GERAL: Pequeno, pelos longos, cão de companhia, com uma pelagem branca de textura de algodão, com olhos escuros, redondos e uma expressão viva e inteligente.

PROPORÇÕES IMPORTANTES: 

• A altura na cernelha em relação ao comprimento do corpo é de 2 para 3.

• O comprimento da cabeça em relação ao do corpo é de 2 para 5.

• O comprimento do crânio em relação ao do focinho é de 9 para 5.

 

COMPORTAMENTO E TEMPERAMENTO: De caráter alegre, equilibrado e muito sociável com os humanos e com outros cães. Adapta-se perfeitamente a qualquer estilo de vida. O temperamento do Coton de Tuléar é uma das principais características da raça.

 

CABEÇA: Curta; vista de cima, triangular

  • REGIÃO CRANIANA 
     

Crânio: Visto de frente, ligeiramente arredondado, bastante largo em relação ao seu comprimento. Arcadas superciliares pouco desenvolvidas. O sulco frontal assim como a protuberância e a crista occipital são pouco marcados. Arcadas zigomáticas bem desenvolvidas
 

Stop: Ligeiro.

  • REGIÃO FACIAL

 

Focinho: Reto.

Trufa: Em prolongamento da cana nasal. Cor preta; marrom é tolerado; narinas bem abertas.

Maxilares e Dentes: Dentes bem alinhados. Mordedura em tesoura, torquês ou tesoura invertida, sem perder contato. 

Lábios: Finos, aderentes, da mesma cor da trufa.

 

Olhos: Redondos, escuros, vivos, bem separados; as bordas das pálpebras são bem pigmentadas de preto ou marrom de acordo com a cor da trufa.


Orelhas: Pendentes, triangulares, inseridas altas no crânio, finas nas pontas; portadas rentes às bochechas, alcançando a comissura labial. Cobertas por pelos brancos ou com tons de cinza claro ( mistura de pelos brancos com pretos que dá uma aparência de cinza claro) ou vermelho ruão (mistura de pelos brancos com fulvo que dá uma aparência de vermelho ruão).
 

PESCOÇO: Bem musculoso, ligeiramente arqueado. Pescoço bem inserido nos ombros. Proporção pescoço/corpo = 1/5. Pescoço limpo, sem barbelas.

  • TRONCO
     

Lombo: Robusto

 

Dorso: Dorso forte, linha superior muito ligeiramente arqueada.

Peito: Bem desenvolvido; bem descido até o nível dos cotovelos; longo. Costelas bem arqueadas

 

CAUDA: Inserida baixa, no eixo da coluna vertebral.
 

  • MEMBROS

 

ANTERIORES

Antebraços: Ângulo úmero-radial de mais ou menos 120°. Os antebraços são verticais e paralelos, bem musculosos, com bons ossos. O comprimento do antebraço corresponde aproximadamente ao do braço.
 

Patas: Pequenas, redondas, como pés de gato, posicionadas e bem apoiadas nos dedos.

POSTERIORES: Aprumados. Apesar de não serem valorizados, a presença de ergôs não é penalizada.

Coxas: Fortemente musculosas, formando um ângulo coxofemoral de 80°.

Pernas: Bem desenvolvidas.
 

Patas: Oblíquas, formando com o fêmur um ângulo de mais ou menos 120°.

  • MOVIMENTAÇÃO: Livre e fluente, sem cobrir muito o solo. Durante a movimentação, o dorso se mantém firme e sem sinal de movimento irregular.
     

  • PELAGEM

Pelo: É a maior característica desta raça, da qual seu nome deriva. Muito macia e flexível com a textura do algodão, nunca dura ou áspera; a pelagem é densa, profusa e pode ser levemente ondulada

  • COR: Cor de base: branca. Uma ligeira sombra de cor cinza claro (mistura de pelos brancos com pelos pretos) ou vermelho ruão (mistura de pelos brancos com pelos fulvos) é permitida nas orelhas. Nas outras partes do corpo, esses tons podem ser tolerados se não alterarem a aparência geral de uma pelagem branca, mas não são desejados.
     

TAMANHO: Machos: 26 a 28 cm, tolerância de 2 cm para cima e 1 cm para baixo. Fêmeas: 23 a 25 cm, tolerância de 2 cm para cima e 1 cm para baixo

  • FALTAS 

Qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como falta e penalizado na exata proporção de sua gravidade e seus efeitos na saúde e bem estar do cão. 

FALTAS GRAVES


Crânio: Plano ou abobadado demais; estreito.

• Focinho: Desproporção entre crânio e focinho.

• Olhos: Claros, demasiadamente amendoados, ectrópio, entrópio, olhos esbugalhados. • Orelhas: Demasiadamente curtas, com insuficiência de pelos, orelhas dobradas para trás (orelha em rosa). • pescoço: Muito curto, muito fundido nos ombros, muito delgado.

• Linha superior: Muito arqueada, selada.

• Garupa: Horizontal, estreita.

• Ombros: Retos.

• Membros: Virando para dentro ou para fora, cotovelos soltos, jarretes muito separados ou muito juntos, angulações retas. 

• Pelo: Muito curto, muito ondulado, crespo.

• Pigmentação: Falta de pigmentação ou pigmentação muito clara nas bordas dos olhos ou lábios. Trufa descolorada, com áreas sem pigmento.

FALTAS DESQUALIFICANTES

 

• Agressividade ou timidez excessiva.

• Todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento deve ser desqualificado.

  • NOTAS

 

• Os machos devem apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem descidos e acomodados na bolsa escrotal.

• Somente os cães clinicamente e funcionalmente saudáveis e com conformação típica da raça deveriam ser usados para a reprodução.

Reconhecimento Internacional:

Entidade sem fins lucrativos

CNPJ 26.249.262/0001-88

  • Grey Facebook Icon
  • Veja

Patrocinadores:

centralotima.png