Rottweiler

APARÊNCIA GERAL: O Rottweiler é de porte de médio para grande, cão robusto, sem ser leve, grosseiro, pernalta ou esguio. Sua estrutura, em proporções corretas, forma uma figura compacta, forte e bem proporcionada, revelando potência, agilidade e resistência.
 

Personalidade: Amigável, equilibrado e corajoso.
 

Nível de energia: Muito Ativo. 
 

Bom com crianças: Sim.

 

Bom com outros cães: Com supervisão.

 

Grooming: Sazonal.

 

Expectativa de vida: 8-10 anos.

Nível de latido: Late quando necessário.

  • RESUMO HISTÓRICO 

O Rottweiler figura entre as raças mais antigas. Sua origem remonta à época dos romanos, onde foi criado como um cão de guarda e boiadeiro. Esses cães imigraram com as legiões romanas através dos Alpes, guardando homens e tocando o rebanho. Nos arredores de Rottweil, eles se encontraram com os cães da região. Houve, então, uma miscigenação. A tarefa principal do Rottweiler voltava a ser a condução e a guarda de grandes rebanhos, de grandes animais e a defesa do seu dono e seu patrimônio. Ele recebeu esse nome por causa da antiga cidade de Rottweil: Rottweiler Metz-gerhund (Cão de açougueiro de Rottweil). Os açougueiros criaram esta raça por pura exibição, sem qualquer utilidade para ele. Assim, no decorrer do tempo, este cão de passeio passou a ser mais utilizado como cão de tração. No início do século, quando se pesquisaram diversas raças para a função policial, o Rottweiler também foi avaliado. Em pouco tempo demonstrou ser extraordinariamente adequado às tarefas do serviço policial. Por esta razão, no ano de 1910, foi oficialmente reconhecido como um cão policial. A criação do Rottweiler pretende um cão forte, preto com marcações em marrom avermelhado, claramente definidas, que, apesar do aspecto geral massudo, não deve prescindir de nobreza, sendo altamente indicado como cão de companhia, proteção, resgate e utilidade.

País de Origem: Alemanha.

COMPORTAMENTO E TEMPERAMENTO: O Rottweiler é basicamente amigável e pacífico, muito apegado, adora crianças, fácil de se conduzir e ávido por trabalho. Sua estampa revela primitivismo, é autoconfiante, com coragem e nervos firmes. Sempre atento a tudo que o cerca, reage com grande presteza, e ao mesmo tempo equilibrado.
 

CABEÇA:

  • REGIÃO CRANIANA 
     

Crânio: De comprimento médio, relativamente largo entre as orelhas. Visto de perfil, a linha da testa é moderadamente arqueada. Occipital é bem desenvolvido, sem ser muito protuberante.

 

Stop: Stop relativamente marcado. Sulco frontal não muito profundo.

 

  • REGIÃO FACIAL

 

Trufa: Bem desenvolvida, mais para larga que para redonda, com narinas relativamente grandes e sempre de cor preta.

 

Focinho: Não deve parecer nem alongado nem curto em proporção à região craniana. A proporção entre o comprimento do focinho e o comprimento do crânio é de aproximadamente de 1 a 1,5. Cana nasal reta; larga na raiz, estreitando moderadamente em direção à trufa.

 

Lábios: Pretos, ajustados, comissura labial não visível (fechada), gengivas tão escuras quanto possível.

 

Maxilares e Dentes: Maxilas superior e inferior fortes e largas. Dentição completa (42 dentes) com mordedura em tesoura, os incisivos superiores sobrepondo ajustados aos incisivos inferiores. Faces: Arcadas zigomáticas bem desenvolvidas.

 

Olhos: Tamanho médio, amendoados, de cor marrom profundo. Pálpebras bem ajustadas.

 

Orelhas: De tamanho médio, pendentes, triangulares, bem separadas, de inserção alta. O crânio aparenta ser mais largo quando as orelhas estão voltadas para frente e caídas bem rentes às faces.

 

PESCOÇO: Forte, moderadamente longo, bem musculoso, com uma linha superior ligeiramente arqueada; seco, sem excessiva barbela (pele solta).

 

  • TRONCO

 

Dorso: Reto, firme e forte.

 

Lombo: curto, forte e profundo.

 

Garupa: Larga, de comprimento médio; ligeiramente arredondada. Nem plana nem caindo (angulação média).

 

Peito: Amplo, largo e profundo (aproximadamente 50% da altura na cernelha), com antepeito bem desenvolvido e costelas bem arqueadas.

 

Ventre: Linha inferior sem esgalgamento.

 

CAUDA: Em condições naturais, forte, nivelada em extensão à linha superior; enquanto em alerta, quando entusiasmado ou em movimento, pode ser conduzido em uma suave curva; em repouso pode ser pendente. Enquanto posicionada ao longo da perna, a cauda atinge aproximadamente os jarretes ou é um pouco mais longa.

 

MEMBROS ANTERIORES: Vistos de frente, as pernas anteriores são retas e não são colocadas muito fechadas entre si (moderadamente afastadas). Vistos de perfil, antebraços retos e verticais. As escápulas formam um ângulo próximo a 45o com a horizontal.

 

Ombros: Bem colocados.

 

Braços: Bem ajustados ao corpo. Antebraços: Fortemente desenvolvidos e musculosos.

 

Metacarpos: Ligeiramente flexíveis, fortes, não inclinados (oblíquos).

 

Patas anteriores: Redondas, fechadas e bem arqueadas. Almofadas plantares duras; unhas curtas, pretas e fortes.

 

POSTERIORES: Vistos por trás, as pernas são retas e não são colocadas muito fechadas entre si (moderadamente afastadas). Em ‘stay’ natural, a coxa forma um ângulo obtuso com a garupa e com a perna, assim como a perna com o metatarso (jarrete). 

 

Coxas: Moderadamente longas, largas e fortemente musculosas.

 

Pernas: Longas, fortes e amplamente musculosas, vigorosas.

 

Jarretes: Firmes, jarretes bem angulados, não inclinados (oblíquos).

 

Patas posteriores: Ligeiramente mais alongadas que as anteriores. Dedos fortes, arqueados, tão fechados quanto os anteriores.

 

MOVIMENTAÇÃO: O Rottweiler é um cão trotador. Em movimento o dorso permanece firme e relativamente imóvel. A evolução dos movimentos é harmônica, segura, forte e fluente, com um bom alcance.

 

PELE: Pele da cabeça: Integralmente bem ajustada. Quando o cão está em alerta, a pele da testa (fronte) pode ser levemente enrugada.

 

  • PELAGEM

 

PELO: A pelagem é formada por um pelo de cobertura e subpelo. O pelo de cobertura é de comprimento médio, áspero, denso e assentado. O subpelo não deve aparecer abaixo do pelo de cobertura. O pelo é um pouco mais longo nos posteriores.

 

COR: Preta, com marcações bem delimitadas numa rica coloração de castanho (‘tan’) nas faces, focinho, garganta, peito e pernas, bem como acima dos olhos e sob a raiz da cauda.

 

TAMANHO E PESO: Altura na cernelha: Para Machos é: 61 a 68 cm. 61 a 62 cm é pequena. 63 a 64 cm altura média. 65 a 66 cm é grande = altura correta. 67 a 68 cm muito grande. Peso: 50 quilos.

 

Altura na cernelha: Para Fêmeas é: 56 a 63 cm. 56 a 57 cm é pequena. 58 a 59 cm altura média. 60 a 61 cm é grande = altura correta. 62 a 63 cm muito grande. Peso: Aproximadamente 42 quilos.
 

  • FALTAS 

Qualquer desvio em relação a este padrão deve ser considerado como falta e penalizado na exata proporção de sua gravidade e seus efeitos na saúde e bem estar do cão. 

FALTAS DESQUALIFICANTES

 

• Agressividade ou timidez excessiva.

• Todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento deve ser desqualificado.

• Cães atípicos.

Reconhecimento Internacional:

Entidade sem fins lucrativos

CNPJ 26.249.262/0001-88

centralotima.png
  • Grey Facebook Icon
  • Veja

Patrocinadores: