Saluki

  • RESUMO HISTÓRICO 


Os Salukis variam em tipo e a variação é desejada e típica da raça. A razão para esta variação se deve ao lugar especial que os Salukis têm na tradição árabe, e ao imenso tamanho do Oriente Médio, onde estes foram utilizados como cães de caça há milhares de anos. Originalmente cada tribo tinha Salukis adaptados para a caça a presas, em particular, em sua própria área, mas por tradição do Oriente Médio, os Salukis não podiam ser comprados nem vendidos, eram unicamente dados de presente como sinal de honra. Em conseqüência, os Salukis presenteados aos europeus e levados à Europa vinham de uma grande variedade de solos e climas.
 

País de Origem: Oriente Médio.

APARÊNCIA GERAL: A aparência geral desta raça deve dar a impressão de graça e simetria, de grande velocidade e resistência, combinando força e atividade. Variedade de pelo curto: Os termos devem ser os mesmos, com exceção da pelagem, que não tem franjas.
 

PROPORÇÕES IMPORTANTES: O comprimento do corpo (da ponta do ombro até a ponta da nádega) é aproximadamente igual à altura da cernelha, apesar de que o cão dá geralmente a impressão de ser mais longo do que realmente é.

 

COMPORTAMENTO E TEMPERAMENTO: Reservado com estranhos, sem ser nervoso ou agressivo. Digno, inteligente e independente

 

CABEÇA: Longa e estreita; o conjunto mostrando nobreza
 

  • REGIÃO CRANIANA 
     

Crânio: Moderadamente largo entre as orelhas, não deve ser arredondado.
 

Stop: Não pronunciado.

  • REGIÃO FACIAL

Trufa: Preta ou fígado.
 

Maxilares e Dentes: Os maxilares e os dentes são fortes com uma perfeita, regular e completa mordedura em tesoura.
 

Olhos: De escuros à cor de avelã, brilhantes, grandes e ovais, mas não proeminentes. A expressão deve ser digna e gentil com um olhar fiel e de grande alcance.


Orelhas: Longas e cobertas por longos e sedosos pelos, de inserção alta, com mobilidade, pendentes junto à cabeça.

PESCOÇO: Longo, flexível e bem musculoso.
 

  • TRONCO
     

Dorso: Moderadamente largo.
 

Lombo: Ligeiramente arqueado e bem musculoso.
 

Garupa: Os ossos da ponta do ilíaco são bem separados.

Peito: Profundo, longo e moderadamente estreito. Não deve apresentar costelas planas nem em barril.

 

Linha Inferior: Bem esgalgada.
 

CAUDA: Longa, de inserção baixa e portada, naturalmente em curva, bem franjada na parte inferior,com pelos longos e sedosos, sem formar tufos. Nos adultos, não deverá ser portada sobre o dorso, exceto quando estiver brincando. A ponta deve alcançar, no mínimo, a ponta do jarrete.
 

  • MEMBROS

 

ANTERIORES: Com boa inclinação, bem musculosos, sem serem pesados.
 

Braços: aproximadamente iguais, em comprimento, à escápula; formando com esta um bom ângulo.

 

Antebraços: Longos e retos do cotovelo ao carpo.

Metacarpos: Fortes e flexíveis, ligeiramente inclinados.

 

Patas: De comprimento moderado; dedos longos e bem curvados, não devem ser abertos, mas também não devem ser pés de gato; o conjunto deve ser forte e flexível, bem franjado entre os dedos.
 

POSTERIORES: Fortes, mostrando poder para galopar e saltar.
 

Pernas: Bem desenvolvidas.

 

Jarretes: Bem descidos.

Joelhos: Moderadamente angulados.

 

Patas: Idênticas às dianteiras.
 

  • MOVIMENTAÇÃO: Suave, fluindo sem esforço ao trote. Ligeira e solta, mostrando alcance e propulsão, sem fazer hackney, nem andar pesadamente.
     

  • PELAGEM

Pelo: Suave e com uma textura sedosa; franjas nos membros e na parte traseira das coxas, franjas na garganta podem estar presentes em cães adultos. Filhotes podem ter ligeiras franjas nas coxas e nos ombros. A variedade de pelo curto não tem franjas.
 

  • COR:
     

  1. Qualquer cor ou combinação de cores é admissível. A cor tigrada é indesejável.
     

TAMANHO: Altura na cernelha: 58 a 71 cm.
                     

  • FALTAS 

Qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como falta e penalizado na exata proporção de sua gravidade e seus efeitos na saúde e bem estar do cão. 

FALTAS DESQUALIFICANTES

 

• Agressividade ou timidez excessiva.

• Todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento deve ser desqualificado.

  • NOTAS

 

• Os machos devem apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem descidos e acomodados na bolsa escrotal.

• Somente os cães clinicamente e funcionalmente saudáveis e com conformação típica da raça deveriam ser usados para a reprodução.

Reconhecimento Internacional:

Entidade sem fins lucrativos

CNPJ 26.249.262/0001-88

  • Grey Facebook Icon
  • Veja

Patrocinadores:

centralotima.png