Whippet

  • RESUMO HISTÓRICO 


É um velocista nato. O whippet é capaz de atingir cerca de 60 km/h. É muito parecido fisicamente com o greyhound, apesar de ser menor. É também um cão muito ágil e ativo, capaz de percorrer uma grande distância com um pequeno esforço. Sobre as origens desta raça não existe consenso por parte dos autores que se têm dedicado à história do Whippet. Uns defendem que a sua origem remonta aos tempos dos faraós. Outros são menos ambiciosos e referem que o Whippet é o resultado de cruzamentos do Greyhound com algumas espécies de terrier feitas pelos mineiros e tecelões do norte de Inglaterra nos finais do século XIX. Com estas combinações de raças pretendia-se obter uma espécie de menor porte, mais econômica, mantendo contudo as características do greyhound no que respeita à velocidade e aptidão para a caça à lebre e ao coelho.
 

País de Origem: Grã-Bretanha.

APARÊNCIA GERAL: Equilibrada combinação de poder muscular e força com elegância e linhas graciosas. Construído para velocidade e trabalho. Qualquer forma de exagero deve ser evitada.
 

COMPORTAMENTO E TEMPERAMENTO: Um companheiro ideal. Altamente adaptável a ambientes domésticos ou esportivos. Gentil, afetuoso; disposição equilibrada.

 

CABEÇA
 

  • REGIÃO CRANIANA 
     

Crânio: Longo e seco, plano no topo, afinando para o focinho, bastante largo entre os olhos.
 

Stop: Leve.

  • REGIÃO FACIAL

Trufa: Preta; nos exemplares azuis, uma cor azulada é permitida; nos exemplares fígado, a trufa será da mesma cor; nos cães de cor isabela, creme ou outras cores diluídas na pelagem, qualquer cor exceto rosa; Somente nos brancos ou particolor, é permitida uma trufa com áreas despigmentadas, mas não uma trufa completamente despigmentada.
 

Maxilares e Dentes: Maxilares fortes, poderosos, de contornos bem definidos, com uma perfeita mordedura em tesoura.
 

Olhos: Ovais, brilhantes; expressão muito alerta.


Orelhas: Em forma de rosa, pequenas, de textura fina.

PESCOÇO: Longo, musculoso, elegantemente arqueado.
 

  • TRONCO
     

Linha Superior: Mostrando um gracioso arco sobre o lombo, porém o cão não mostra um dorso corcunda.
 

Dorso: Largo, bem musculoso, firme, um tanto longo.

Lombo: Dando impressão de força e poder.


Peito: Muito profundo, com bastante lugar para o coração; caixa torácica profunda, bem definida. Costelas arqueadas, musculosas no dorso.
 

Ventre: Com definida retração.
 

CAUDA: Sem franjas. Longa, afilada e, quando em ação, curva-se para cima, sem ultrapassar a linha do dorso.
 

  • MEMBROS

 

ANTERIORES: Retos e aprumados, frente não muito larga.
 

Ombros: Oblíquos e musculosos; escápulas alcançando a espinha dorsal, onde são claramente definidas.

 

Cotovelos: Bem inseridos abaixo do corpo.

Metacarpos: Fortes e ligeiramente elásticos.
 

POSTERIORES: Fortes. O Whippet é capaz de cobrir grandes extensões de terreno.
 

Pernas: Bem desenvolvidas.

 

Coxas: Largas.

Joelhos: Bem angulados.

 

Jarretes: Bem descidos.

 

Patas: De contornos bem definidos, dedos bem separados e bem arqueados, almofadas espessas e duras
 

  • MOVIMENTAÇÃO: Ação perfeitamente livre. De perfil, deve mover-se com passadas largas e fáceis, mantendo a linha superior. Os membros anteriores devem alcançar boas distâncias à frente, mantendo-se baixos e rentes ao solo; os posteriores devem vir situados bem abaixo do corpo dando uma grande e poderosa propulsão. O movimento, em geral, não deve ser pomposo, mostrar passadas altas, curtas ou picadas. Movimento correto de ida e volta.
     

  • PELAGEM

Pelo: Fino, curto, cerrado.
 

  • COR:
     

  1. Qualquer cor ou mistura de cores.
     

TAMANHO: Machos: 47 a 51cm. Fêmeas: 44 a 47cm.
                     

  • FALTAS 

Qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como falta e penalizado na exata proporção de sua gravidade e seus efeitos na saúde e bem estar do cão. 

FALTAS DESQUALIFICANTES

 

• Agressividade ou timidez excessiva.

• Todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento deve ser desqualificado.

  • NOTAS

 

• Os machos devem apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem descidos e acomodados na bolsa escrotal.

• Somente os cães clinicamente e funcionalmente saudáveis e com conformação típica da raça deveriam ser usados para a reprodução.

Reconhecimento Internacional:

Entidade sem fins lucrativos

CNPJ 26.249.262/0001-88

  • Grey Facebook Icon
  • Veja

Patrocinadores:

centralotima.png